Fórum

Conto de Halloween - ResultadoO tópico está bloqueado

Código de busca rápida: 54-55-9-62734

de 2
SpectreWall
jun Membro 2020

SpectreWall

Postagens: 30Bronze Postagens Perfil no Fórum Diário de Aventuras
Dia 30 de outubro de 1996, 10:40 da manhã, Santa fé - Novo México - EUA, é uma manhã fria de quarta feira**** estava eu pronto para sair de casa para o trabalho, nessa época eu era chefe de cozinha em uma franquia de fast food, cujo cardápio era inteiramente baseado em frango, de frito a desfiado. Andei alguns quarteirões para chegar ao ponto de ônibus e atravessar a cidade para o meu querido emprego, no momento em que eu avisto o ponto, me deparo com a sinistra figura de uma senhora cuja face era a mesma que de um frango, a primeiro momento achei que eu estava sonhando então rapidamente esfreguei meus olhos para tentar acordar, e quando abri ela já não estava mais lá, bom como eu imaginava era um sonho e segui para o trabalho. O meu expediente era de 11:30 as 19:30, 8 horas por dia, após um longo dia preparando refeições de frango retornei para minha casa, e ao me aproximar do mesmo ponto de ônibus da manhã. Novamente eu vi a senhora com rosto de frango, nesse momento eu salto do meu acento, e com um breve grito, todos do ônibus ficaram me encarando, todos com cara de frango... Pulei a janela do ônibus em movimento e corri pra minha casa. fiquei horas e horas tentando entender o que havia ocorrido, imaginei inclusive que fosse algum brincadeira já que era véspera de Halloween e passei a noite em claro.

31 de outubro de 1996, 8:50 da manhã, após ter passado a noite inteira acordado. resolvo sair de casa para dar um volta e esclarecer minha mente, foi uma noite difícil e tenebrosa. porém como eu ainda estava muito assustado eu evitei passar pelo ponto de ônibus para não encontrar aquela sinistra figura novamente... após uma breve caminhada de 20 minutos resolvo voltar para casa, pois não queria me atrasar para o trabalho, pois era dia de Halloween e eu teria hora extra. após virar a esquina da minha rua, em frente a minha casa haviam centenas de frango sem cabeça protestando na frente dela me chamando de assassino... (Continua abaixo)
SpectreWall - PGT

04-nov-2020 16:14:40 - Última edição 04-nov-2020 16:15:21 por SpectreWall

SpectreWall
jun Membro 2020

SpectreWall

Postagens: 30Bronze Postagens Perfil no Fórum Diário de Aventuras
Continuação...

...Desesperado tentei rapidamente me esconder, porém era tarde demais, os frangos sem cabeça já haviam me encurralado, eles montaram uma armadilha para mim, enquanto eu sai para caminhar. Acorrentado como um animal selvagem, me levaram em cativeiro e me deram uma espécie de soro da franguificação, que rapidamente fez efeito, e me transformou em um frango. condenado a esse trágico destino, eles me levaram ao restaurante em que eu trabalhava, como eu havia faltado o trabalho, o cozinheiro assistente teve de me sub*tituir na função de chefe, e pelas mãos daquele que me ajudava diariamente em meu trabalho, minha coxas e asas foram arrancadas e servidas aos clientes porém eu ainda estava con*ciente de tudo, era o pior pesadelo da minha vida e a dor era imensa. e após agonizantes horas no forno, minha alma finalmente sucumbiu, foi quando eu acordei na minha casa, dia 31 de outubro 8:50 da manhã, e percebi que tudo havia sido um sonho e que eu tinha dormido a noite toda cansado. Preparo meu café me arrumo, e pronto para ir trabalhar abro a porta de casa, aquilo não podia estar acontecendo... Centenas de frangos sem cabeça me esperando na porta, era idêntico ao pesadelo que eu tive, e fiquei preso nesse looping eterno de acordar ser transformado em frango e ser assado. Aos poucos me acostumei com a dor e fui contando os dias, acredito que já tenha se passado 24 anos que estou preso nessa rotina, mesmo tentando fazer coisas diferentes o final é sempre o mesmo, algum cowboy comendo minha asinha, passei todos esses anos escrevendo letra por letra desse testemunho com com uma própria pena que arranquei de mim e um pouco de corante que usávamos para fazer o frango preto de Halloween em baixo da da minha gaiola no momento que me retiram dela. então se você está lendo isso. me ajude. na minha casa você poderá encontrar um manual de como derrotar os frangos comuns**** não descobri ainda como derrotar o frango ninja com corpo de velha. Boa sorte.
SpectreWall - PGT

04-nov-2020 16:15:35

TERRORDORUNE

TERRORDORUNE

Postagens: 3Bronze Postagens Perfil no Fórum Diário de Aventuras
Busca pela perfeição - 1
Elizabeth acorda em um lugar desconhecido com muitas dores de cabeça, a última coisa de que se lembra era de estar investigando misteriosos desaparecimentos que estavam ocorrendo na sua cidade, em que seu pai fora o primeiro a sumir. Quando a garota abre os olhos ela não consegue enxergar nada a sua volta, estava muito escuro, a menina encontrava-se deitada sobre algum tipo de líquido, ela sentia vermes e ratos rastejando sobre a sua pele. O lugar fedia a sangue e carne putrefata, a jovem ouvia diversos ruídos que se assemelhavam a gritos de agonia, parecia o verdadeiro inferno, talvez ela tivesse morrido e fora parar lá. A garota se levantou com calma, tentando controlar sua respiração e concentrar a sua mente, ela sabia que se entrasse em pânico seria muito pior. Ao ter uma visão mais clara, ela conseguiu ver, na distância, uma luz bem fraca que passava através de barras no final da sala. Provavelmente ela estava em uma cela e as luz vinha do corredor atrás de uma porta. Elisa conhecia um truque ou outro e então ela pensou que poderia tentar arrombar a porta ou se esgueirar entre as barras para sair dali. A menina foi andando em direção a porta, cautelosamente checando bem onde pisava, cada passo a deixava mais ansiosa, porém, ela tentava seu máximo para se controlar. Durante a caminhada ela tentava se lembrar de como fora parar ali, havia ela sido burra o suficiente para investigar esse caso sozinha mesmo sabendo dos riscos? Na metade do caminho ela sentiu um bafo quente e algo molhado tocar às suas costas, a jovem mulher sucumbiu aos pavores que estava se esforçando tanto para reprimir e, quase que inconscientemente, ela soltou um grito e correu em disparada para a porta. Se ela chegasse na porta e estivesse trancada ou se as barras fossem muito justas para passar o que ela faria? Isso nem mesmo passou pela mente de Eliza, seus instintos mais primitivos de sobrevivência tomavam conta de seu corpo e mente no momento e ela mal raciocinava.

08-nov-2020 19:17:28 - Última edição 08-nov-2020 19:22:18 por TERRORDORUNE

TERRORDORUNE

TERRORDORUNE

Postagens: 3Bronze Postagens Perfil no Fórum Diário de Aventuras
Busca pela perfeição - 2
Se aproximando da porta ela vê uma luz mais forte que chega até, a machucar seus olhos, ela vira o rosto para trás e, fica sem ar quando se depara com seu perseguidor. A criatura possuía um rosto de uma humana que aparentava estar bem triste, o corpo era de um lobo com diversas feridas infeccionadas, sobretudo perto do pescoço onde estava uma costura ligando o corpo e a cabeça. A garota ficou perplexa com o que viu e acabou tropeçando. Nesse momento, a criatura se ergueu para golpear a menina com suas garras, ao mesmo tempo a jovem ouviu um barulho enorme vindo de trás dela. Um homem de armadura rapidamente arrombou a porta e golpeou o ser híbrido, esmagando o crânio da best* contra o chão com o seu grande martelo. O guerreiro puxou a garota para fora da cela e perguntou: “Eliza você está bem?”. Ela ainda apavorada com o que acabara de acontecer só balançou a cabeça sinalizando um sim. Ele pegou um lampião que tinha deixado no chão e prosseguiu falando: “Achei seu colar arrebentado na entrada de uma caverna perto da floresta, então entrei para te procurar”. Quando ela olhou o rosto do homem e sua armadura de cor ciano, ela se lembrou que, junto com esse aventureiro, tinha seguido rastros do caso para um floresta. Os dois tinham decidido se separar na floresta e quando ela se aproximou de uma caverna sentiu uma pancada muito forte atingir sua cabeça e depois acordou nesse lugar horrível. O guerreiro segurou a mão de Elizabeth e os dois foram correndo para saída da caverna, entretanto foram emboscados por vários seres híbridos. Dessa vez os dois congelaram por um instante quando viram as criaturas. Elas possuíam rostos de pessoas conhecidas, amigos e até alguns parentes que haviam desaparecido, estavam misturados de uma forma bizarra com diversos animais, desde aranhas gigantes a até mesmo ursos e jacarés. Essas bestas juntaram o guerreiro e ele gritou com suas últimas forças: “FUJA ELIZABETH”.

08-nov-2020 19:23:56 - Última edição 08-nov-2020 19:33:04 por TERRORDORUNE

TERRORDORUNE

TERRORDORUNE

Postagens: 3Bronze Postagens Perfil no Fórum Diário de Aventuras
Busca pela perfeição - 3, PARTE FINAL
Ela começou a correr, cheia de lágrimas nos olhos, o mais rápido que podia, porém a garota não sabia para onde era a saída do lugar e ficou horas perdida naquele labirinto subterrâneo, sempre correndo para o lado oposto e se escondendo quando ouvia os barulhos de agonia que as criaturas faziam. Em um dado momento ela entrou em uma sala mais iluminada e viu um homem de pé. Ao ver seu rosto percebeu que era ele, o seu pai que havia sumido. Ele vestia um avental branco que estava coberto de sangue, mas mesmo assim ela correu e o abraçou muito forte. Era um alívio ver um rosto familiar depois de tudo que ela tinha passado. No entanto, o alívio de Elizabeth durou pouco. Sua atenção se virou para um canto mais escuro da sala e lá estava seu amigo deitado em uma maca com suas entranhas para fora e com uma feição apavorada e já sem vida. Ao olhar de novo para o rosto de seu pai, para a infelicidade da menina, ela vê ele a encarando com um sorriso macabro.

Foi mal, a história ficou meio grande. Mas, mesmo assim, espero que ela tenha entretido quem a leu e o colocado em um apavorante clima de halloween.

08-nov-2020 19:32:11 - Última edição 08-nov-2020 19:41:50 por TERRORDORUNE

Mod Lynx

Mod Lynx

Moderador da Jagex Perfil no Fórum Postagens
Parece que as bruxas saíram voando de tanto medo das histórias que vocês contaram e deixaram cair um monte de Notas por aqui... e um bilhete?

"
TERRORDORUNE
,
SpectreWall
e
YAMAMORT0
, vocês chegaram muito perto de nos matar de medo. Podem ficar com as Notas, só prometam nunca mais contar histórias tão horripilantes!"

Parabéns a todos os mestres do terror! Seus prêmios já foram depositados.
Mod Lynx | Equipe de Tradução

30-nov-2020 17:49:10 - Última edição 30-nov-2020 17:49:37 por Mod Lynx

Código de busca rápida: 54-55-9-62734Voltar ao Início